Archive for Março, 2010

h1

Março 31, 2010

a gente nada por aí….

h1

Mices

Março 31, 2010

http://www.bluesnjazz.com.br/agenda.php

A Gladys deu uma força e saiu um toque do show de amanhã…

h1

Nikki Sixx

Março 31, 2010

Nunca fui muito fã do Motley Crue. Aquelas roupas e maquiagens eram um pouco demais pra mim. Mas tinham uma aura louca de rockers em torno deles. Agora Ayala apareceu em casa com a biografia do baixista/compositor Nikki Sixx. Um techo qualquer:

“Foda, que mercado de carne é aquele lugar. Garotas em abundância e prontas pra tudo. Fora dos carros e sem roupas. Algumas carreiras pra cheirar e voilá! Clichê numero 101 do rock and roll! Atrás do clube, no fundo ou do lado de fora com uma piranha diferente…muitas e muitas vezes…
Então, como tudo isso mudou? Como eu vim terminar agachado atrás da minha cama com minha arma?”
(se referindo em que o vício em heroína o transformou)

Bacana, não?

h1

RATOS

Março 30, 2010

E essa quinta o mestre Watanabe não poderá tocar guitarra. Aí o nosso camarada Basa vai segurar a onda e fez esse cartaz…

h1

manhã, tarde, e daí?

Março 30, 2010

8 ou 80, né? Sim, sou. Tem dias que acordo de manhã. Tem dias que durmo de manhã. Aliás, tem dias que durmo só à tarde…Uma pergunta engraçada que ouvi dias atrás. “Você vai dormir de noite hoje?”. Figura engraçada essa… Ontem dormi e hoje acordei disposto e cedo. Ligo na Kiss FM. 3 bons rocks pra abrir os olhos. Social Distortion, Thin Lizzy e Nazareth (Razamanaz). Essa última pirei quando tinha uns 16 anos. Achei fudida as guitarras. Tinha que tirá-las no meu velho violão…Thin Lizzy é de matar em Jailbreak. Que riff! E Social Distortion uma grande banda de rock and roll dos anos 80…Bom, esse é meu universo…um bom dia pra vocês…

E um diálogo by Picanha:
a gente saindo do Biro’s de manhã e alguém fala pra ele: ‘fica com Deus’. Ele prontamente responde ‘Fica com Deus? e se ele não existir? Fico com quem? Sozinho?’ …grande cara…

“Some people like rock and roll, but you’re always singing the blues…”

————

h1

Chacal

Março 28, 2010

Pode crer….domingo sem nada pra fazer passo mais tempo por aqui…e curto umas ondas do Chacal…figuraça poética carioca que conheci há um tempo nas nossas noites de música e poesia…

Culpado

foi mal lhe mal
tratei
como um tratante

mal educado
muito infeliz
pouco elegante

espero que
você me dê
mais uma chance

serei atento
a seu desejo
daqui em diante

Chacal

—————————

É proibido pisar na grama
o jeito é deitar e rolar

Chacal
—————————

Sócio do ócio

doce ociosidade
sacia minha sede de ser assim
largado no mundo caído na vida
terra mãe luz da manhã

doce sociedade ociosa sempre no cio
já aboliram a escravatura
pendure sua rede mate sua sede
de se espreguiçar

de volta ao princípio
onde o que come é comido
cru ou cozido
vou te devorar

viva nossa carne mortal
de partículas imortais
para pulsar
filhos do sol

até que se cumpra
nosso destino cósmico
sou sócio do ócio
eu sou

Chacal

————————

E sempre fui muito fã das mulheres do Crumb. Aqui vai minha homenagem em forma de punheta por ter encontrado essa…

h1

Um trecho de Buk e mais…

Março 28, 2010

“Outro dia, fiquei pensando no mundo sem mim. Há o mundo continuando a fazer o que faz. E eu não estou lá. Muito estranho. Penso no caminhão do lixo passando e levando o lixo e eu não estou lá. Ou o jornal jogado no jardim e eu não estou lá para pegá-lo. Impossível. E, pior, algum tempo depois de estar morto, vou ser verdadeiramente descoberto. E todos aqueles que tinham medo de mim ou que me odiavam quando eu estava vivo vão subitamente me aceitar. Minhas palavras vão estar em todos os lugares. Vão se formar clubes e sociedades. Será nojento. Será feito um filme sobre minha vida. Me farão muito mais corajoso e talentoso do que sou. Muito mais. Será suficiente para fazer os deuses vomitarem. A raça humana exagera tudo: seus heróis, seus inimigos, sua importância”.
——————

Tava a fim de traduzir isso aqui, mas tô com perguiça:

I hurt myself today
to see if I still feel
I focus on the pain
the only thing that’s real
the needle tears a hole
the old familiar sting
try to kill it all away
but I remember everything
what have I become?
my sweetest friend
everyone I know
goes away in the end
and you could have it all
my empire of dirt

I will let you down
I will make you hurt

I wear this crown of thorns
upon my liar’s chair
full of broken thoughts
I cannot repair
beneath the stains of time
the feelings disappear
you are someone else
I am still right here

what have I become?
my sweetest friend
everyone I know
goes away in the end
and you could have it all
my empire of dirt

I will let you down
I will make you hurt

if I could start again
a million miles away
I would keep myself
I would find a way