Archive for Fevereiro, 2009

h1

Fevereiro 28, 2009

saco

h1

Fevereiro 28, 2009

Arrogante o suficiente pra sobreviver
Perdendo mulheres pelo caminho
Se despedindo da noite
Alma em farrapos, corpo inchado pela bebida
Com o vício não se negocia
Homem destruído
Derrotados alados
Sem nunca ter o perdão divino
E eu já não faço sentido
Amigo da solidão
A vida te transformando, a vida quase te abatendo
Love don’t live here anymore
Aperta o copo com força quando alguém fala de amor
Coração envenenado
E o momento mais sublime foi ela te mostrando suas fotos de criança.Você não merecia.
Já se foi a inocência que você mesmo arrancou da mais bela menina.

h1

Frase sobre musica surrupiadas do blog do Bortolotto

Fevereiro 27, 2009

“A liberdade é sempre algo que é necessário negociar: perde-se por um lado para se ganhar pelo outro. Ir para a estrada com uma louca banda de rock´n roll também implica a perda da liberdade de se fazer muitas outras coisas. Se quer saber a minha opinião, o verdadeiro mosteiro é o casamento”.

(Leonard Cohen)

“Dizemos que gostamos da música mas o que queremos é que a música goste de nós, que ela continue a chegar até nós, a soprar-nos no rosto. Como conseguir que isso nunca pare, não sei. Quando dizemos que a inspiração secou, que temos um “writer´s block”, o que aconteceu foi que, por algum tempo, a música deixou de gostar de nós, talvez por algo errado que fizemos. Como um castigo do céu. Eu quero que a música continue a gostar de mim e escrevê-la nem sempre é a melhor homenagem que lhe podemos prestar”.

(Tom Waits)

h1

Saco de Ratos

Fevereiro 25, 2009

dfgadf

h1

Nunca mais vou dormir, pra que essa noite não termine aqui

Fevereiro 24, 2009

Renato Fernandes e suas letras sábias. E eu não conseguia ter o minimo de sono e já era meio-dia. E eu e Marião ainda matamos mais uma dose de whisky. Ele já tinha tomado seu café de sempre, mas o cara também nunca arreda o pé. Então foi mais uma dose. E outra. E essa falta de vontade de ir pra “casa” de sempre. A rua.

h1

Amy o quê mesmo?

Fevereiro 22, 2009

Tem essa tal febre em torno da Amy Winehouse. Porra, não vejo muita coisa por trás de tal junkie celebridade. Ouvi tudo dela e realmente nenhuma música me tocou de verdade. Defendo que figuras com Norah Jones são muito mais profundas e interessantes. E não trocou a banda toda quando ficou famosa, como fez a louquinha padrão. Acho a letra abaixo de matar. E quem não gostaria de uma mulher cantando isso pra você? Tenho inveja do maluco pra quem ela cantou isso. Alguns tem essa sorte. Eu não tenho.

Like a flower waiting to bloom
Like a lightbulb in the dark
I’m just sitting here waiting for you
To come on home and turn me on

Like a desert waiting for the rain
Like a school kid waiting for the spring
I’m just sitting here waiting for you
To come on home and turn me on

My poor heart, it’s been so dark
Since you’ve been gone
After all you’re the one who turns me off
You’re the only one who can turn me back on

My hi-fi is waiting for a new tune
My glass is waiting for some fresh ice-cubes
I’m just sitting here waiting for you
To come on home and turn me on

h1

Estória?

Fevereiro 18, 2009

Madrugada no nossa zona de baixo meretrício favorita eu ouço Reinaldo Moraes me contar sobre como foi o dia que foi até a editora brasiliense entregar a tradução que tinha acabado de fazer de Mulheres do gênio Bukowski pra ser lançada…Porra. Não sei que estórias você curte ouvir e nem de quem, mas essa pra mim não teve preço…

E de manhã, Marião e eu saindo do bar ele me pergunta confirmando ” você viaja hoje, não?”. Eu me espanto rapidamente porque sou um puta perdido e mal lembro das coisas que tenho pra fazer. E sempre acho que meus amigos sabem melhor do que eu da minha agenda…pensei e disse, “não, hoje a gente vai lá ver o tributo a Coltrane. Ele: “Ah, é”.

Bêbados