Archive for Dezembro, 2008

h1

Velho Neil Young

Dezembro 29, 2008

“Here I am with this old guitar, doing what I do”
“I never believed in much, but I believed in you”
“The same thing that makes you live
Can kill you in the end”

Gosto muito.

h1

Johnny Cash

Dezembro 23, 2008

Tenho ouvido essa versão de Mr Cash. Tristemente linda. Imagino que June Carter, o grande amor da sua vida, tinha morrido pouco antes…ele se foi 4 meses depois. Porra, esse som me faz ter vontade entrar sozinho num trem que não tenha paradas em lugar algum…

http://www.youtube.com/watch?v=SmVAWKfJ4Go

 

” Eu me feri pra ver se eu ainda sentia, me concentrei na dor, a única coisa real…”

“O que eu me tornei, meu doce amigo? Todos que conheço, vão embora…no fim”

” Você pode ter todo meu império de sujeira. Eu te desapontaria, eu te machucaria”

 

 

Merry Christmas….bah.

h1

The road

Dezembro 20, 2008

Uma cidade ontem, um show de rock and roll a mais. Não foi dos melhores, mas nunca são lamentáveis. A gente curte demais o que faz pra fazer uma grande cagada. E por isso roda pra todo lado e se diverte. Até o ano acabar em alguns dias ainda teremos tocado em mais 2 estados…E hoje mais outra cidade. Dormi por horas, acordei inteiro sem ressaca. Pronto pra próxima. Recebo um convite pra um churrasco local. Bom, melhor que passar mais uma hora na solidão dessa lan house…Feliz Ano Novo…que poucas coisas mudem…que eu não mude tanto.

h1

Dezembro 10, 2008

37 anos. Já conheci um certo número de mulheres. Me envolvi com várias seriamente. Amei, fui amado. Deixei e fui deixado. Tive relações tranquilas e outras, doentias. Mas vivi  intensamente, até o fim, cada uma delas. Nem sempre fácil, mas todas valeram. E aqui vai um texto do Bukowski…pras mais hards que tive:

 

derrota

ouvindo Bruckner no rádio, me perguntando por que não estava meio louco, depois do útimo rompimento com minha última namorada. Me perguntando por que não estou guiando pelas ruas bêbado, por que não estou no banheiro na escuridão, na escuridão atroz, ponderando, lacerado por pensamentos incompletos. Suponho por fim isto como um homem comum: conheci muitas mulheres e em vez de pensar quem está trepando com ela agora? eu penso nesse instante ela está aborrecendo terrivelmente outro desgraçado. Ouvir Bruckner no rádio parece algo tão pacífico…

h1

Dezembro 9, 2008

Na exposição eu comprava um quadro somente porque os seios desenhados me lembravam os seus, enquanto o artista tristemente perguntava para sua musa: “Você nunca mais vai me ligar?”

h1

Feijoada

Dezembro 6, 2008

Me faz bem andar pelas ruas do centro de Sampa com esse sol, chinelos e bermuda, depois de uma feijoada com caipirinha e amigos. Voltando cantando baixinho um blues do Cazuza e a vida fica boa, em paz.

h1

Copacabana

Dezembro 3, 2008

Passando uns dias na tal cidade maravilhosa. Agradável a área. Vim beber longe de casa com alguns amigos. Rio de Janeiro é pioneiro em várias coisas: guardadores de carro dão o preço da vaga e cobram antes, arrastões que se espalharam pelo Brasil, e uma que ainda não tinha visto. Dosador de whisky do tamanho de um dedal.  Sai fora com isso! Já me basta sentir o gosto do teu scotch é batizado…